terça-feira, 9 de junho de 2015

Let's BURN - Saiu o QUINTO episódio de Saint Seiya - Soul of Gold

Mais um episódio, mais um resumo!

As coisas em Asgard estão esquentando. Depois da aparição de Saga de Gêmeos, os demais guerreiros Deuses aparecem, Afrodite de Peixes acaba ferido mortalmente por um ataque de Chicote de Vinha e Mascara da Morte eleva seu cosmo ao extremo para salvar Helena (uma nativa por quem se apaixona), revelando sua versão "Oh My God" da armadura de ouro.

Ainda, Camus de Aquário ainda está com os asgardianos e Saka de Virgem, ainda oculto na caverna, parece conhecer melhor do que os demais a origem da misteriosa transformação da armadura de Aioria.

Sim, foi um episódio muito intenso.

Mais um resumo no capricho!

Mu e Shaka conversam dentro da caverna sobre os eventos que ocorrem em Asgard, Mu comenta sobre as mensagens passadas telepaticamente por Afrodite sobre a Yggdrasil e as Grandes Raízes (pedaços das raízes da referida árvore que acabaram subindo pra superfície e, agora, são vulneráveis). Shaka recomenda que Mu leve consigo a Adaga que Atena usou para se matar durante a saga de Hades.
Mais parece uma peixeira, só que bem mais bonita.

Seja como for, Atena dispõe de três equipes para essa missão tão complicada: Aldebaran de Touro e Dohko de Libra, Milo de Escorpião (que está mais pra lá do que pra cá) e Aioria e Lyfia... esta ultima não é um cavaleiro dourado, mas na atual situação toda ajuda é bem vinda.

Durante a travessia, os nossos heróis conversam telepaticamente com Mu, que saiu atrasado por motivos que não são explicados no Anime. O cavaleiro de Áries explica sua conversa com Shaka e os pormenores da Armadura Divina, variante super ultra mega ultimate fodástica das armaduras douradas. Enquanto discutem o assunto, os dourados são abordados por meliantes encapuzados...

... Que parecem ser Seiya e seus comparsas.

Ora vejam vocês. O que xavascas os cavaleiros de bronze estariam fazendo em Asgard?!

Cada equipe é visitada por um cavaleiro de bronze (excetuando o Fênix, o que é bom para os cavaleiros dourados).

Lyfia explica para o cavaleiro de Leão que aquilo se dá por causa do Inverno de Fimbu, uma nevasca FDP que chega a confundir os viajantes com ilusões. Na Mitologia Nórdica, trata-se do Fimbulwinter que também é mencionado logo no início do OVA do Durval.


Sabendo que se trata, apenas, de ilusões, os cavaleiros dourados não demonstram mais qualquer piedade de quem estiver diante deles e soltam logo seus golpes mais poderosos. independente de isso deixá-los a alguns passos da morte certa, mas isso não é problema.

Os cavaleiros resolvem facilmente seus problemas... excetuando Aioria que revela ter algo não resolvido com Shura de Capricórnio...

... o fato é que o tal do Fimbulwinter também acaba catando oque há de traumático ou negro no coração dos viajantes e externa na forma de uma ilusão. Aioria ainda tem neuras por causa do ataque de Shura contra Aioros, o lendário cavaleiro de Sagitário acusado injustamente de atentar contra Atena há 12 anos.

Durante a briga, um elemento bem característico de Saint Seiya (e que fazia tempo que não aparecia) resolveu dar as caras...
... SANGUE!

Peraí gente, vamos devagar.

Sangue sempre fez parte da franquia Saint Seiya desde a série clássica e no decorrer dos anos esse recurso foi menos requisitado e isso é fato, seja pelas novas convenções sobre o que a molecada deve ou não ver na TV, seja pela troca de um elemento que remete a violência por uma história mais elaborada.

Isso vem ocorrendo na maioria dos Animes que podem ser vistos nessa nova safra e esse fato é ainda mais verificável nos animes antigos que vem tomando espaço atualmente.

Nos últimos filmes do Dragon Ball, você viu o Goku sangrar uma única vez que seja?!Lembra do que o Nappa fez aos Guerreiros Z na Saga dos Sayajins?!

Poisé.

Só eu que senti uma queda monstruosa no estilo de desenho nesse episódio?!
Voltando ao episódio, a luta entre Aioria e o mendigo de Capricório é interrompida pelo verdadeiro Shura de Capricórnio... que não consegue fatiar seu inimigo por ele ser uma projeção das mazelas internas do cavaleiro de Leão.

É foda quando você tem que resolver o problema dos outros.

Shura se atraca com a ilusão e lembra a Aioria de um dado momento no passado, onde viu Aioros e Aioria conversando ainda nos limites do Santuário, no meio da caçada contra o Traidor. O cavaleiro de Capricórnio aponta que, desde aquele instante, sendo uma missão ou não, por conta de matar, deveria pagar seu pecado dando sua vida ao rapaz que perderia o irmão.

Resolvendo suas neuras internas, Aioria dispara um poderoso golpe que atinge apenas a ilusão, poupando o cavaleiro de Capricórnio de qualquer dano.
Agora a Grande Raíz é visível e começa a sugar mais fervorosamente o cosmo de nossos heróis, Mu volta a relatar os pormenores da Armadura Divina. De acordo com o cavaleiro sem sobrancelhas, uma das condições para trazer a Armadura Divina esta intimamente ligada a Deusa Atena, o fato é que os cavaleiros derrotados tiveram suas armaduras banhadas pelas lágrimas de Saori Kido e Aioria tem o pingente de Aioros que também tem as lágrimas da deusa, isso torna possível tranformar a armadura, mesmo temporariamente.

Para o azar de Milo de Escorpião (que já levou uma surra do Camus, do Sirt e de uma Ilusão causada pelo Fimbulwinter), sua armadura de Escorpião não tem recursos próprios para se transformar numa Armadura Divina, para tanto, Mu teletransporta a adaga com o sangue de Atena para Milo poder ser útil neste momento.

Depois de queimarem seus cosmos, as Armaduras divinas aparecem e fazem o maior estrago em Asgard. Não achei nenhuma foto bacana das Armaduras divinas então vamos pular para a cena onde Milo de Escorpião (o equivalente ao Yamcha dos Cavaleiros de Ouro) vira adubo... e isso não me surpreende nem um pouco. Mu chora a partida do cavaleiro de escorpião, que deixou a Adaga para ser usada por outro cavaleiro.

CONCLUSÃO DO QUINTO EPISÓDIO DE SOUL OF GOLD

Sim, um episódio bastente interessante, apesar da baixa qualidade do desenhista... claro, ninguém está pedindo para trazer dos mortos o Shingo Araki, mas eu, particularmente, achei que poderiam caprichar mais no desenho.

Outra coisa que achei bem interessante no episódio foi o momento onde Shura de Capricórnio ampara o cavaleiro de Leão, já exaurido pelo esforço de detonar a Grande Raíz... a imagem abaixo achei no perfil do Facebook Seinto Seiya - Ogon Tamashii e revela algo ocorrido na Saga de Hades e, agora, ocorre o inverso.
Quem curte a franquia desde o início deve ter passado por algo mais ou menos assim...

...É, sei como foi isso. O Mundo dá voltas, até para um Cavaleiro de Ouro. É interessante como essa nova série se prende, de certa forma, a botar os Dourados para resolverem suas diferenças. Aioria guardava no fundo do seu coração uma certa mágoa de Shura (o próprio Leão não queria acreditar nisso), mas eles acabaram se resolvendo.

O Cavaleiro de Cancer comentou que, durante a derrubada do Muro das Lamentações, aquilo realmente foi um "Milagre" mas, não no sentido do feito (destruir uma estrutura erguida pelos Deuses), mas por todos se unierem em prol de um Objetivo, esquecendo suas desavenças.


Não é o primeiro episódio com essa temática e, provavelmente, não será o ultimo. Falando em próximo episódio, pelas minhas contas, o próximo episódio vai sair no dia 19/06 e promete muita agitação. Ainda estou no aguardo do episódio onde aparecerá Aioros e se ele for metade do Sísifo... cabeças vão rolar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário