quarta-feira, 28 de setembro de 2016

O mangá 16 de Dragon Ball Super conta a luta entre Mirai Trunks e Dabura



Sim, a tradução do mangá nº. 16 do Dragon Ball Super saiu e turbinou ainda mais a história. Na verdade, estou pensando seriamente em discutir, aqui no Blog, TODOS os mangás do Dragon Ball Super, visto que estes são BEEEEEM diferentes do Anime (muitas vezes, até melhores).

E NÃO, não vou por aqui o mangá pra Download, se quiser, dá um pulinho no site do Kami Sama Explorer e no grupo de Dragon Ball Super no facebook. Sem mais delongas (seja lá o que isso for), vamos ao mangá!

Logo de cara, já temos Trunks usando a Espada Z e usando aquelas roupas de gosto duvidoso dos Kaios num intenso treinamento no Planeta Supremo. Nosso herói, sem precisar se transformar, domina plenamente os movimentos com aquela espada que pesa feito aquela tia chata e mal comida do seu trabalho. 

Aposto que você lembrou de alguém.

Enfim, Kaioshin e Kibito rasgam seda pro Trunks da mesma forma como ocorreu com Gohan...O que me faz pensar se a Espada Z é realmente tão difícil usar. Falando nisso, preciso comentar algo: Diferente do treinamento do Gohan no Planeta Supremo (Saga Majin Boo), aqui (Saga Goku Black), a ideia de cortar um bloco do metal mais resistente do Universo não é Goku, mas o próprio Kaioshin...

...Porém, se você rever a história, quem tem tal ideia de girico é, sim, o Kaioshin. Goku apenas instiga inicialmente testando a lamina da espada com uma rocha gigante.


Mas foi só um desengasgo, vamos em frente.

O teste é interrompido com a chegada de Babidi na Terra e, num virar de páginas, Kibito e Kaioshin estão mais surrados do que jacaré no asfalto, a julgar pelo seu estado, Pui Pui e Yakon ofereceram certa resistência. Trunks do Futuro, mesmo transformado e usando a Espada Z, tem uma luta apertada com Dabura. Pra piorar, o capiroto de cavanhaque petrifica a Espada Z e, ainda destrói o que restou dela, teoricamente “matando” o Supremo Sr. Kaio.

Aquele velho com bigode do Hitle que treina o Gohan na saga Majin Boo.
Kaioshin tenta interferir, mas segura no meio dos peitos um ataque genérico de Ki e cai violentamente no chão. Kibito tenta ajudar, mas acaba assassinado do mesmo jeito que vimos na Linha do Tempo de Goku (poisé, não dá pra questionar, Kibito era pra morrer mesmo). Babidi pisoteia Kaioshin e versa sobre o seu reinado de terror, opressão e show das Poderosas, o que deixa Trunks tão puto da vida que o eleva ao nível 2.

Eu vejo muita gente se questionando se o Mirai Trunks já tinha o nível 2 antes disso. Eu, particularmente, penso que não, pois já vimos o quanto Trunks bota pra fuder numa luta e, certamente, já teria metido o nível 2 contra o Dabura logo de cara, se pudesse. Porém, nada o impede de ter tido um vislumbre desse Poder enquanto treinava no Planeta Supremo (normalmente, é preciso estar muito puto da vida pra ascender de nível, mas não é uma regra, afinal, Goku volta com o nível 2 na Saga Majin Boo).

Lembra que o Gohan alcançou o Super Sayajin 2 lá no Salão do Tempo (Saga Cell)?
No anime, o Dabura do futuro é obscenamente maior do que Mirai Trunks
Enfim, Dabura apanha mais do que o Seu Madruga. Então Dabura pega uma lança (eu nem lembrava mais que ele tinha essa ruma de arma), ai o Kaioshin se sacrifica usando aquele poderzinho de paralizar o inimigo, dando oportunidade para um super ultra hiper mega ultimate ataque de Trunks, que mata Dabura, Babidi e a porra toda. Kaioshin também morre no processo.

Sua morte não é tão sentida, pois Black logo aparece, observa a luta de longe e revela que TODOS os deuses da Destruição morreram.

Logo na sequência, no Universo 10, temos uma luta super interessante, movimentada e cheia de estilo entre Kibito e Zamasu (algo bem no estilo Wong Fei Hung) e, pra nossa surpresa, Zamasu já manda aquela mão de faca Ginsu 2000 no lombo de Kibito, mas é salvo por Gowasu, que finaliza a luta e impede que Kibito vá novamente pro saco.

Sério, o cara morre no passado, morre no futuro, morre no presente... Enquanto Kibito estiver exposto a uma luta, sua morte é inevitável. Eu voltaria pra Fusão o quanto antes, se estivesse no lugar dele.

O mangá termina com Zamasu e Gowasu observando os humanóides do planeta Babari (do mesmo jeito que acompanhamos um The Sims) e aprendendo sobre os Aneis do Tempo.

Ufa, foi uma postagem bastante longa e eu vo-lo digo: Saber que o filho de Vegeta meteu a sola em Dabura e Babidi foi algo que me deixou muito feliz, não apenas por serem inimigos fortes, mas foi uma ótima sacada usar um Evento que remonta ao velho Dragon Ball Z, de uma forma diferente.

Isso dá maior destaque a um personagem tão interessante na franquia Dragon Ball, dando a entender que ele melhorou muito desde sua ultima aparição.

E Sim, enquanto Gohan, Goku e Vegeta fornecem energia suficiente pra reviver Majin Boo, no futuro, Babidi comenta que demorou 10 anos pra reunir a mesma quantia.

Outra coisa que gostaria de discutir é que, desde a luta entre Goku Super Sayajin Azul e Trunks Super Sayajin 2 contra Zamasu e Goku Black Super Sayajin Rosé (que nome cafona), muita gente anda de mimimi pelo fato de que Trunks lutou quase em pé de igualdade com os vilões. Vale lembrar que Trunks não é um Sayajin comum, ele é uma misturada como o Gohan e, como tal, o cara fica forte muito mais rápido do que um Sayajin comum.

Além do mais, ele treinou na casa da Bulma e comeu uma semente Senzu estando próximo da morte e isso deve ter catapultado seus poderes até a casa do caralho.

Seja como for, o mangá mostra detalhes que deixam a história mais interessante de acompanhar (como descrever níveis de luta equivalentes) ou mesmo mostram eventos diferentes do anime (como a própria luta entre Mirai Trunks e Dabura no futuro). Futuramente pretendo discutir o que rola nos mangás de Dragon Ball Super, mas, por hora, vou ficando por aqui. Qualquer coisa, deixem seus comentários.

Nenhum comentário:

Postar um comentário