segunda-feira, 17 de agosto de 2015

Lenda piauiense vira pano de fundo para jogo virtual de terror

A lenda traz a história de Crispim, que fora amaldiçocado pela mãe (Foto: Divulgação)
A lenda traz a história de Crispim, que fora amaldiçocado pela mãe (Foto: Divulgação)
Uma das lendas mais famosas do Piauí virou pano de fundo para um game The Last NightMary, A Lenda do Cabeça de Cuia. O jogo foi apresentado como Trabalho de Conclusão do Curso (TCC) de artes visuais da Universidade Federal do Piauí. O teaser saiu semana passada e em breve a produção será disponibilizada de forma gratuita para os amantes dos jogos virtuais.

Nove piauienses participaram da produção: Ruhan Bello e Danilo Carvalho na programação; Thiago Ramos como roterista; Rogério Narciso, Gillan King e Onofre Filho como artistas conceituais; Carlos Pazuzu como compositor musical.

Décio Oliveira, diretor artístico, game designer, artista de interfaces, animador e arte finalista geral dos cenários, foi quem apresentou o TCC. A ideia nasceu quando soube da possibilidade de apresentar uma obra no final da graduação.
Teaser foi divulgado semana passada e game será disponibilizado até o final de julho (Foto: Reprodução/Youtube)
Teaser foi divulgado semana passada e game será disponibilizado em breve (Foto: Reprodução/Youtube)
“Eu não queria que fosse uma obra artística comum ao conhecimento popular, como uma pintura, uma escultura, ou até mesmo uma instalação. Não é querendo desmerecer as mídias mais tradicionais, mas é que eu já havia iniciado uma monografia que tentava comprovar o game como arte através de sua interatividade imersiva”, falou.

Ao optar pela lenda do Cabeça de Cuia, Décio destacou que utilizou do gênero terror para ilustrar o tom tenebroso da história. “O gênero é talvez a melhor forma para se desenvolver tal lenda, que é tão aterradora quanto qualquer outro mito e história que muitos povos contam, sobretudo na literatura nordestina piauiense”, explicou.

O conceito e a produção da obra começou em março, quando o grupo a ideia na Global Game Jam 2015, um evento internacional e virtual que fomenta a criação de jogos através da união de pequenos ou grandes grupos de pessoas de todas as idades e em vários locais do mundo, sejam os participantes entusiastas ou veteranos.

“Dentre vários diversificadores, dois deles nos chamaram bastante atenção, o ‘folk’ [folclore] e Hyper-Local, um diversificador que sugeria algo que fosse local, mas que pudesse ser interessante para quem não fosse daquela região. E foi assim que decidimos escolher uma lenda local como embasamento para o game, mais especificamente a lenda do Cabeça de Cuia”, lembrou Décio.

Sobre a lenda
A lenda do Cabeça de Cuia traz a história de Crispim, um jovem garoto que morava nas margens do rio Parnaíba. De família muito pobre, certo dia ao chegar para o almoço, Crispim se deparou com uma sopa rala com ossos que era servida no almoço. Nesse dia ele se revoltou, e no meio da discussão com sua mãe, arremessou o osso contra ela, atingindo-a na cabeça e matando-a.
Monumento do Cabeça de Cuia (Foto: Catarina Costa/G1)
Monumento do Cabeça de Cuia no Parque Encontro
dos Rios, em Teresina(Foto: Catarina Costa/G1)
Antes de morrer, a mãe o amaldiçoou a ficar vagando no rio e também como efeito da maldição, Crispim ficou com a cabeça muito grande, no formato de uma cuia. Segundo a mãe, tudo só teria fim quando ele se relacionasse sexualmente com sete Marias virgens. Dada essa lenda, muitas garotas antigamente evitavam lavar as roupas às margens do Rio Parnaíba.

Download gratuito
The Last NightMary, A Lenda do Cabeça de Cuia deve ser disponibilizado em breve para ser baixado de forma gratuita. Segundo Décio, até o fim de julho o game já estará disponível.

“A intenção de nosso estúdio, é com certeza polir cada vez mais esta obra, para que com a ajuda de um marketing digital bem elaborado, possamos lançar o Cabeça de Cuia ao mundo. Não a toa que preparamos o game para ser internacionalizado, dando a opção para o jogador / interator escolher entre nosso idioma português ou a língua inglesa”, falou.

FONTE ORIGINAL: G1.COM

Nenhum comentário:

Postar um comentário