quarta-feira, 27 de julho de 2016

A Piada Mortal - Trailer e considerações sobre uma HQ tão polêmica


Eu já falei aqui que eu nunca fui muito ligado aos Quadrinhos (mais especificamente Marvel, DC Comics e afins) quando eu era um pequeno e tímido menino amarelo do bucho quebrado, o que não signifique que eu não goste de HQs. Apenas gosto de gêneros "diferentes" dos que uma criança da minha idade normalmente costumaria colecionar... tipo Terror e Suspense.

E eu penso ser por isso que eu me apeguei mais aos Mangás, onde o enredo te convence que desmembramentos aleatórios, sexo selvagem entre monstros e outras bizarrices são necessários para a história fluir mais facilmente.

Depois de velho, estou constatando que HQs também são violentos e intrusivos, sua violência, apenas, é mais sensorial e sutil e posso dizer que a HQ que me deu essa opinião foi Batman - A Piada Mortal (Alan MooreBrian Bolland) que, aliás, ganhou uma adaptação e saiu o Trailer Oficial que será lançada neste ano em DVD e Blu-ray, mesmo sem data específica.

Bebei e regozijai!


Falando nisso, já postamos aqui o Trailer do Bad Blood.

Hoje, OH Fã de Quadrinhos, é fácil você apontar uma estreita relação entre Batman e Coringa (um jogo doentio onde ambos competem entre si e se entendem a sua maneira).

Contudo, quando saiu A Piada Mortal, isso foi um tremendo soco nas ventas dos leitores. Essa relação entre Maníaco e Herói nunca havia sido abordada de forma tão crua. A referida HQ é uma das mais polêmicas, mesmo para os padrões do Homem Morcego e, como já era de se esperar, isso renderia discussões, mais polêmicas e muito, mas muito mimimi.

Então, sem mais demora, vamos falar grosso!

MATOU, OU NÃO MATOU?!
A primeira polêmica fica por conta do controverso desfecho, onde não temos a certeza de que o Morcegão deu fim ao Coringa. Em entrevista, Grant Morrison acredita que Coringa foi morto. O Allan Moore é meio perturbado e eu não duvido que A Piada Mortal tenha um quê de Seven (apesar de um ter vindo antes do outro).

"O que eu amo na HQ é que ninguém percebe, 20 anos depois, que Batman matou o Coringa. É por isso que se chama The Killing Joke!" reitera o quadrinista Grant Morrison. Apesar de isso ser assunto para os fãs do Morcegão trocarem tapas em qualquer lugar onde se levante a questão, nem de longe, esse é o pior dos problemas...

A POLÊMICA DO ESTUPRO...
Outra coisa complicada abordada nesta HQ é um suposto "estupro" envolvendo Barbara Gordon (Batgirl). Na história, o Coringa invade a casa da moça e a atinge com um tiro, deixando-a paralítica. Depois o Comissário Gordon é sequestrado e forçado a ver uma série de fotos de Barbara nua e ainda sangrando por conta do tiro.
Foto da página publicada na HQ

Até ai, tudo bem, afinal, na cabeça do Coringa, alejar e humilhar um Herói regional é como espremer uma espinha.

O problema é que em 2013 um perfil chamado Billy Hynes da Gosh! Comics postou páginas oringinais da HQ, onde Barbara não apenas está nua e sangrando, mas há sangramento em suas partes íntimas...

... o que sujere um estupro de incapaz.

É, Coringa, meu velho. Você mijou fora da bacia, dessa vez.

Há quem pense coisa do tipo "Ah, a Sociedade está bastante tolerante com esse tipo de coisa e estupros até são usados para finalizar temporadas daquele Seriado de sucesso que não pode receber críticas bla bla bla..." e se você pensa assim, você precisa de ajuda profissional.  E mesmo levando em conta que a HQ foi feita em 1988, a erotização da violência sexual não deixa de ser impactante e não vai ser a super exposição da violência sexual em HQs ou em um seriado acima de críticas que vai diminuir esse peso. Tem uma postagem boa do TerraZero sobre o assunto e, aliás, falando em sexo...

CLASSIFICAÇÃO 17 ANOS?!
Pra engrossar o caldo, na San Diego Comic-Con 2016, onde rolou a exibição do trailer de A Piada Mortal, os fãs falaram de uma possível cena de sexo entre Batman e Batgirl e, excetuando pela cara do Batman (parece que ele está fazendo um calculo matemático enquanto Barbara faz tudo sozinha), a coisa foi séria.

Eles estão fornicando...

Segundo Bruce Timm (Produtor) em entrevista ao site Vulture, a HQ é relativamente curta pra trabalhar numa animação, então decidiram incluir material novo. “Nós pensamos, ‘Se nós vamos adicionar histórias novas, vamos fazer todas elas sobre a Barbara”, ainda, “Nós decidimos que deveríamos lidar com a Barbara como Batgirl, então nós poderíamos passar mais tempo com ela e meio que entender de onde ela vem”.

Timm não se considera um Fanboy de A Piada Mortal, mas já que a animação foi feita levando em conta uma Classificação 18 anos, ele responde que não abordou o estupro, pois “Eu nunca, nunca, pensei que ele realmente havia estuprado ela” e “Se eu achasse isso, eu provavelmente teria mudado a cena”.


A POLÊMICA CAPA DE BATGIRL #41
Em 2015, a DC Comics anunciou que faria uma série de capas alternativas com temática do palhaço, inclusive, uma dessas capas foi feita pelo desenhada brasileiro Rafael Albuquerque (Batgirl #41), que faz referência direta a A Piada Mortal, cujo nome já causa um certo impacto.

Pois bem, Segundo o site Omelete, Rafael Albuquerque enviou comunicado oficial solicitando o cancelamento da publicação de sua Capa e, na época, as hashtags #changethecover e #dontchangethecover comeram solta pela Internet.
O desenhista brasileiro Rafael Albuquerque

Pra quem não sabe, a tal capa polêmica é a imagem que inicia este Post.

Segundo o documento oficial (em inglês e traduzido pelo pessoal do Omelete), Rafael justifica sua atitude. "Para mim, foi uma capa assustadora que trazia algo do passado da personagem, e eu foi capaz de interpretar isso artisticamente. Mas ficou claro que, para outros, isso tocou em um nervo importante. Eu respeito essas opiniões e, sem entrar no mérito de quem está certo ou errado, acredito que nenhuma opinião deva ser desacreditada. Minha intenção nunca foi ferir ou desapontar ninguém com meu desenho. Por essa razão, recomendei que a DC não publicasse a capa. Fico incrivelmente grato que a DC Comics tenha ouvido minha preocupação e decidido não publicar o desenho de capa em junho como anunciado anteriormente".

Um ótimo desenhista e um incrível senso de maturidade... além de bolas do tamanho dum trem. Não é qualquer um que alcança, de forma tão direta, um Clássico das HQs e desiste em consideração a opinião pública.

Enfim, pra finalizar, fique sabendo que a animação terá Mark Hamill (Luke Skywalker), como dublador do Coringa.Vamos aguardar pra ver se o desenrolar dessa história não piora, mas tudo dentro do que pode se esperar de uma HQ de peso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário