terça-feira, 7 de junho de 2016

UNICEF lança animação sobre Refugiados


Nem só de Games e Animes (desenhos, genericamente falando) vive o Café com Pipoca... então vamos falar sobre isto que é, com efeito, deveras interessante, pois a questão dos Refugiados nunca foi tão atual.

O Fundo das Nações Unidas para a Infância - Unicef, lançou três curtas que contam histórias reais de crianças fugindo de conflitos e explicam o horror que as colocou nesta situação. A série Unfairy Tales (Contos que Não São de Fadas, em tradução questionável deste que vos fala), faz parte da iniciativa #actofhumanity, ou "ato de humanidade".

MUSTAFA GOES FO A WALK
Aqui conhecemos Mustafa, um garoto que perde sua família durante uma refeição, por causa de um ataque aéreo na sua cidade. Sozinho, ele vaga com seus dois brinquedos favoritos.
O dramático momento tem alívio poético quando seus familiares se tornam fumaça a cada explosão das bombas, também no momento em que seus brinquedos começam a tornar-se gigantes e o garoto precisa largá-los, numa alusão ao abandono forçado da Infância.

THE STORY OF IVINE AND PILLOW
Ivine é uma garota que se vê na rua com sua mãe e seu travesseiro. Vagando com sua mãe por longas distâncias, até uma travessia em um barco improvisado (como o que vitimou o pequeno Aylan Kurdy), até alcançar um campo de refugiados. A poesia entra no momento do sonho da menina, atormentada por criaturas sombrias e protegida pelo Travesseiro, uma referência ao sono tranquilo e sua única ligação com o ambiente onde qualquer criança se sente acolhida: Seu Quarto.

MALAK AND THE BOAT
Sinceramente se você achou os vídeos com uma carga emocional difícil de suportar, este deve ser o mais triste de todos os 3. Aqui, Malak também enfrenta uma travessia em um bote (ainda mais precário do que o do vídeo anterior) e todos os indivíduos no bote não tem expressão. Malak termina a travessia sozinha.

A narração de cada Curta fica por conta do próprio refugiado sobrevivente. A vida que mudou de uma hora para a outra, o sofrimento da solidão, a dúvida sobre questões básicas como uma cama para dormir ou o que irá comer são discutidas na Animação de forma bastante poética e figurativa, mas sem deixar de ser impactante.

E não, eu não estou chourando... é que tá calor demais e parece que estou chorando...

A iniciativa da UNICEF é extremamente válida e serve para acordar a Humanidade para um drama que se extende desde sempre. Muitos países se negam a acolher refugiados e se doer com a situação apenas na Internet não basta.

Se você puder, veja os Curtas sobre os Refugiados com sua família, discuta o assunto em casa e trabalhe uma opinião.

Nenhum comentário:

Postar um comentário