sexta-feira, 24 de junho de 2016

Mangá Bestiarius será publicado no Brasil pela Panini

Estou meio orfão de mangás de temática Histórica.

Sério, eu gostava bastante de acompanhar mangás como Versailles no Bara, Hadashi no Gen (conhecido como Gen - Pés Descalços) e até Maus: A Survivor's Tale (eu sei, não é Mangá, mas vale a pena), pois trabalham a educação da História de uma forma diferente, encorajando a imaginação enquanto discute outras linhas de raciocínio.

Eles chamam isso de "Problematizar" a História.

Enfim, depois de ver no blog Chuva de Nanquin (recomendo, diga-se de passagem) que, durante a 22ª Fest Comix, rolou o anuncio de que o Mangá Bestiarius será publicado na Panini, penso que minha orfandade chegou ao fim. Então, vamos falar um pouco desse mangá e ver se ele atende as minhas necessidades de estudante de História, projeto "malacabado" de Escritor amador e eterno amante de Desenhos.
Segunda página do mangá Bestiarius que, aliás, tem poucas cores, mas é muito bem feito

O mangá é de autoria de Masasumi Kakizaki (que também é autor de Hideout, que eu pretendo ler algum dia desses) e publicado em 2011 na revista Shounen Sunday S, da Shogakukan. A tematica de Bestiarius é uma "releitura" do Império Romano, onde batalhas entre Humanos e Criaturas variadas como Orcs e Dragões rolam de vento em pompa.

O jovem Fin é treinado desde criança pelo Dragão Durandal, o ultimo Dragão Guerreiro que acabou capturado por uma Legião romana, em suas constantes expedições expansionistas. O pai de Fin era um Centurião que liderava a Legião Coeur, massacrada por Durandal e, no final da vida, o Centurião pede ao Dragão Durandal para dizer ao pequeno Fin, caso o conhecesse, que ele (pai) morreu com honra.

15 anos depois, Fin (já mais velho, claro) e o dragão Durandal estão nas batalhas do Coliseu, sobrevivendo um dia de cada vez. Tudo isso para entreter o Imperador Domitianus, que gosta de lutas ferozes entre fortes guerreiros. A coisa complica quando o Imperador resolve tentar Durandal com a proposta de liberdade, caso mate Fin na arena.

Caso você esteja, também, sem opções para acompanhar um mangá de temática Histórica ou mesmo na falta de algum mangá de ação e com um traço Federal, recomendo Bestiarius sem pensar duas vezes. São apenas 3 volumes, mas o traço é um show a parte e, afinal, esatamos falando de Masasumi Kakizaki, então, deixe de ser abestado e aproveite a dica.

2 comentários:

  1. sabe com que frequência vai ser lançado?se vai ser por mês ou bimensal?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara eu recomendo que você verifique no próprio site da Panini. Como são poucas edições, não deve demorar muito.

      Excluir