terça-feira, 19 de maio de 2015

Let's Burn - Saiu o terceiro episõdio de Saint Seiya Soul of Gold

Primeiro quero me desculpar pela demora na postagem de nosso resumo, pois tive umas complicações no meio familiar e no trabalho, mas creio que já está tudo resolvido e posso continuar com minha vida virtual tranquilamente...

... até certo ponto, mas posso.

E, SIM, cá estamos com mais um resumão de mais um episódio de Saint Seiya - Soul of Gold!
Saiu mais uma postagem no Café com Pipoca!

Conferindo o resumo do capítulo anterior (você pode conferir NOSSO RESUMO aqui, que é muito mais divertido), onde Mu apanha de Fafner, capangas asgardianos genéricos apanham de Dohko (e, posteriormente de Milo), Aldebaran e Hercules brincam de beyblade, bla bla bla

...

Enfim, agora encontramos o cavaleiro dourado de Escorpião, vagando em meio a uma nevasca em terreno completamente hostil madrugada adentro, o que seria suicídio para qualquer um, mas não para Milo, não senhor!

Ele é profissional!

Durante o passeio, aparece outro cara que curte intempéries durante a noite... Camus, o cavaleiro dourado de aquário.

O mestre de Hyoga e Isaac é convidado por Milo a chutar algumas bundas geladas até chegar em Yggdrasil. O convite é respondido com um ataque congelante. Ao exigir explicações, o dono da unha mais sebosa das 12 casas é surpreendido por Surt, o Guerreiro Deus Vilão do Dia.
Surt, o vilão do Dia
Dois inimigos de uma vez, eu disse que o terreno era hostil, mas ninguém me ouve nesta merda.

Seja como for, Escorpião é nocauteado severamente por Camus e Surt, que faz a fineza de informar que agora o cavaleiro de Aquário e os guerreiros deuses estão de conchavo.
O bom e velho Pó de Diamante, sempre funciona.

Para quem não sabe, conchavo é quando há uma coalizão na intenção de fuder alguém.

Durante o dia, Aioria, Mu  e Lyfia resolvem seguir por caminhos diferentes. O cavaleiro de Áries inicia uma caminhada solitária por Asgard, depois de recolher muitas informações sobre os Guerreiros Deuses e a Árvore Yggdrasil (enquanto lutava com Fafner) e também para descobrir qualquer coisa sobre a transformação da armadura dourada de Leão, durante a batalha ocorrida no primeiro episódio entre Aioria e Frodi/Dukemon.
Ash, Misty e Brock... quer dizer, Aioria, Lyfia e Mu continuam sua jornada
Antes de ir, Mu recomenda a Lyfia que "dome o Leão de tempo em tempo. Uma recomendação bastante dúbia, se me permite dizer.

Enquanto isso, Milo acorda dentro de uma caverna em algum recanto esquecido por Deus. Bastante machucado, o referido cavaleiro descobre que foi salvo durante a noite por...
... Shaka de Virgem, o cara mais próximo de Deus.

Durante uma conversa rápida, o cavaleiro dourado de Virgem conclui que não há um motivo racional para os doze dourados arrumarem confusão em Asgard. Milo, por outro lado, deseja apenas retribuir a surra bem dada que levou de Camus na noite anterior.

Em outro ponto, Mascara da Morte e Afrodite perambulam pelas feirinhas do lugar, contudo, Mascara da Morte (que agora exibe uma barbicha) puxa Afrodite para um lugar mais reservado onde eles poderiam discutir assuntos mais importantes.
Um casal improvável, no mínimo...
O cavaleiro dourado de Peixes expõe boatos da boca pequena de que há um cavaleiro dourado com armadura na forma de Leão na região. A possibilidade de encarar um guerreiro caceteiro como Aioria é algo que incomoda profundamente o cavaleiro de Câncer.

Sinceramente ,se eu tivesse o poder de luta do Câncer, eu também estaria me cagando nas calças.

No QG inimigo, Camus e Surt se perguntam onde cargas d'água foi parar o corpo de Milo, quando suas inquietações são bruscamente interrompidas por outro Guerreiro Deus, aliás, o único lutador que REALMENTE parece não precisar da Força Extra de Campo proporcionado pela Yggdrasil, é o Guerreiro Deus Sigmund...
... Opa, Sigmund errado. ESTE AQUI é o Sigmund correto.
Sigmund já chega escancarando sua desconfiança em relação ao cavaleiro dourado presente em suas instalações. Surt explica que essa desconfiança se dá por conta de Sigmund ter perdido um irmão durante outra estada dos cavaleiros de Atena em Asgard e, para a nossa surpresa, ficamos sabendo que o irmão de Sigmund nada mais é do que...
Sigfried de Doube estrela Alpha, o Guerreiro Deus mais COOL que Asgard já teve.

Camus pergunta se o ódio de Sigmund contra os cavaleiros de Atena não se estende até Surt, pois o referido Guerreiro Deus também perdeu uma irmã nas mãos de um "outro" cavaleiro de Atena. Surt responde que não guarda mágoas e que o ocorrido foi um acidente. O cavaleiro de Aquário reafirma sua promessa com Surt (que ainda é segredo para quem vê o episódio).

A conversa é novamente interrompida, dessa vez, por um soldado asgardiano genérico que relata a presença de um cavaleiro dourado tentando invadir o palácio. Camus resolve ir sozinho liquidar a fatura.

Aqui eu preciso abrir um parêntese. Lá vem história!

Vocês, Oh juventude transviada, não tem mais necessidade de acompanhar nada pela TV por conta da Tecnologia obscenamente evoluída, mas quando eu era pivete e acompanhava a saga de Seiya e seus comparsas na finada TV Manchete, ninguém ousava perder nem mesmo segundos do Anime, as ruas ficavam literalmente desertas.
As ruas do meu bairro ficavam mais ou menos assim na hora dos Cavaleiros

Quando chegamos na batalha das 12 casas, uma das maiores especulações entre a molecada era a relação de amizade entre Camus e Milo, algo que sempre ficou muito evidente entre os dois. Principalmente depois do esporro que o Milo deu no Hyoga, a autoridade do cavaleiro de ouro de Escorpião sobre o discípulo do cavaleiro de ouro de Aquário, essas coisas só evidenciavam a ligação entre ambos guerreiros dourados.

O cavaleiro de Escorpião está, novamente, judiando de soldados genéricos quando encontra o mestre de Hyoga. Durante a contenda em Asgard, inclusive, Milo argumenta se Camus estará disposto a lutar "até mesmo contra ele (Milo)", pra mim, agora ficou realmente claro que há um laço muito intimo entre esses guerreiros.
Contudo, Camus dá de ombros com tudo isso e joga seus melhores golpes contra Milo, que também não deixa barato e desce a mão com força. Surt fica impressionado com a tenacidade de Milo que ainda arranca muita energia mesmo depois da briga da noite passada.

O cosmo desprendido da feroz batalha é sentido pelos demais cavaleiros de ouro espalhados pelas terras geladas de Asgard. Escorpião não vai nada bem (Milo é o Kuririn dos dourados), o que me faz pensar se o Camus não está recebendo os benefícios de Yggdrasil. Visando desequilibrar a luta, Surt e Sigmund resolvem intervir na luta.

Porém, quando Milo de Escorpião parecia estar em uma situação bastante crítica, outro cavaleiro de ouro surge...

 ...
...
... AH, SAGA DE GÊMEOS!

Saint Seiya não tem personagens muito bem trabalhados (no que diz respeito a personalidade), mas o guerreiro da 3ª casa é bem interessante.

Sinceramente, não dá pra expressar o que senti quando vi o cavaleiro de Gêmeos pronto pra descer a pancada nos guerreiros deuses, portanto, deixarei uma imagem que reflete bem o sentimento geral de quem acompanhou o momento.
Sim, foi por aê.

CONSIDERAÇÕES FINAIS
O fato da abertura do anime ser complementada com cenas do episódio anterior me deixou bastante preocupado. Essa característica eu só encontrei em animes que não andavam muito bem das pernas ou fizeram pouco sucesso entre os Otakus.

Lembra como era o encerramento da fase Hades do Saint Seiya?!

Lembra como o Naruto (tanto faz o primeiro ou o Shippuden) mudava de abertura toda vez que aparecia alguém novo?!

Pois é.

Essa minha teoria ganha alguma força a mais se você prestar atenção na qualidade da animação e como ela caiu (sensivelmente, mas caiu) do primeiro episódio pra cá. Novamente trago, como exemplo, a saga de Hades, que terminou com a animação meia boca.

Lembra da luta do Kanom contra o Radamantis?! Aquele devia ser o arranca rabo mais épico do anime.

Devia, mas não foi.

Ainda há o boato de que Soul of Gold terá apenas 13 episódios.

Fora isso, o anime está muito bom, a história está mantendo minha atenção, há algum mistério no ar e não encontrei "muitas" barbáries no roteiro, o que deixa Soul of Gold em uma boa colocação no meu conceito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário